12/01/2017 - Enxurrada em Rolante: a organização fez a diferença

Enxurrada em Rolante: a organização fez a diferença

Na noite do dia 5 e madrugada do dia 6 de janeiro teve início em Rolante o pior episódio de desastre natural já vivido por aquela comunidade. As intensas chuvas na região de São Francisco de Paula, aliadas a centenas de deslizamentos de terra que represariam o Rio Mascarada e posteriormente desceriam junto em forma de lama, provocaram a maior enxurrada já registrada no município.

 

A rápida subida dos rios exigiu uma também rápida ação do Corpo de Bombeiros Voluntários local, que ainda na noite anterior iniciou o monitoramento dos níveis e a divulgação de alertas nas redes sociais. Na madrugada seguinte equipes percorreram as regiões mais afetadas, retirando de casa moradores que estavam ilhados ou que já estavam com suas residências invadidas pela água.

Passada a enxurrada, as equipes ainda teriam muito trabalho pela frente. Contando com o apoio logístico e humanitário de várias instituições, os bombeiros voluntários iniciaram o trabalho de limpeza da cidade. Ruas, rede pluvial, empresas e residências tomadas pela lama precisavam de um esforço conjunto para que a comunidade retomasse a rotina o mais breve possível.

Paralelamente a este trabalho outros bombeiros voluntários geriram o atendimento aos desabrigados e desalojados, organizando o recolhimento, distribuição e recebimento de donativos, o acolhimento e suporte às vítimas do desastre, além de seguirem a postos para as ocorrências que pudessem surgir.

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Rolante mostrou neste episódio a importância de se ter uma instituição como essa em cidades onde o Estado não tem a capacidade de se fazer presente. A primeira resposta em qualquer situação de emergência deve ser rápida, não podendo depender do deslocamento de outras cidades.

Participaram no apoio às operações, com pessoal e equipamentos, bombeiros voluntários de Igrejinha e Nova Petrópolis, unidades do CBMRS, Exército Brasileiro e ADRA Brasil. Além disso, diversos Corpos de Bombeiros Voluntários e prefeituras do Estado arrecadaram e enviaram donativos.