13/02/2012 -

70% de todos os Bombeiros nos EUA são Bombeiros Voluntários

O Dr. Philip C. Stittleburg  é o  dirigente dos Bombeiros Voluntários dos EUA – ( National Volunteer Fire Council – NVFC) e  ele também é o representante da Entidade nas comissões de construção de normas NFPA. Ele ingressou no serviço de Bombeiros Voluntários em 1972 e serviu como Chefe do Departamento de Fogo  desde 1977. O Conselho Nacional de Bombeiros Voluntários – NVFC é uma associação sem fins lucrativos e representa o interesse e serve como  voz do voluntário em nível nacional e fornece ferramentas de valor inestimável, recursos, programas e defesa de socorristas em todo o país. Philip informou aos representantes da ABVESC em recente encontro,  que os  Voluntários compreendem 70% dos Bombeiros nos Estados Unidos que somam 1.103.300. Do total de 30.125 Corporações no país, 20.480 são todas voluntárias. As Comunidades atendidas por Bombeiros Voluntários dependem destes para muitos tipos de emergências, pois os abnegados são convocados para uma grande variedade de situações de emergência em todo o país,  todos os dias,  incluindo incêndios, incidentes médicos de emergência, eventos terroristas, desastres naturais, materiais perigosos, emergências com salvamento em  água, emergências em alturas e em espaços confinados e os demais serviços próprios da faina de Bombeiros. Por isso os  Voluntários gastam  uma enorme quantidade de tempo em treinamento para se prepararem para essas emergências. O custo para treinar e equipar um Bombeiro é de aproximadamente $ 27.095. Com o apoio de empresas o NVFC mantém em todo o páis, o Programa Nacional de Bombeiro Junior,   para garantir  a participação dos jovens nas próximas gerações de Bombeiros Voluntários. Nas comunidades há sempre a expectativa  para capacidade de resposta mais efetiva,  e isto,  demanda formação complementar para atender uma  ampla gama de serviços e isto implica na recertificação periódica  dos Bombeiros Voluntários . Os EUA têm uma das taxas mais elevadas de incêndios  e de morte no mundo industrializado, com 12,4 mortes por milhão de habitantes em 2007. A cada 24 segundos, um Corpo de Bombeiros Voluntários responde a um incêndio em algum lugar do país. ” Não acompanhar este modelo que é estimulado no primeiro mundo,  é continuar na contramão da história” – afirma o Comandante de Ascurra  Jaime Junior Moser.

Fonte: www.abvesc.com.br